Você está aqui: Página Inicial / Serviços / Blog +Leitura BCo / Mulheres da literatura brasileira

Mulheres da literatura brasileira

por Blog + Leitura — publicado 09/03/2018 00h00, última modificação 20/03/2018 15h05
Colaboradores: Beatriz Satie (estagiária, DeRef)
Conheça as obras de algumas escritoras marcantes da literatura brasileira

Dia Internacional das Mulheres e claro, não poderíamos deixar passar em branco. É por isso que trouxemos uma seleção de escritoras brasileiras conhecidas e importantes para nossa literatura. Nomes como Clarice Lispector e Cora Carolina estão no meio dessa lista de algumas mulheres excepcionais do Brasil. Confere aí as obras das nossas escritoras!

Cora Coralina - Poemas dos Becos de Goiás e estórias mais

Figura 1 - Capa do livro. 

Fonte: Beatriz Satie, 2018.

Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, mais conhecida como Cora Coralina, é considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras. Sua trajetória com a literatura começou aos 14 anos e apesar de escrever desde jovem, seu primeiro livro foi publicado apenas em 1965, aos seus 75 anos. Seu livro reúne histórias relacionadas à sua vida, contadas através de poemas e expondo a relação entre o eu-lirico e a terra representada em seus versos. É um livro para aqueles que gostam de poesia e querem conhecer a vida da escritora através de suas próprias palavras.

Clarice Lispector - Água Viva

Figura 2 - Capa do livro.

Fonte: Beatriz Satie, 2018.

Com certeza esse nome não poderia faltar em nossa lista. Uma das mais conhecidas e importantes escritoras brasileiras do século XX, além de ser a segunda maior escritora judia. Nascida na Ucrânia, foi naturalizada brasileira e escreveu numerosas obras diversificadas entre romances, contos, crônicas e literatura infantil. Entre seus romances, está o livro Água Viva, publicado em 1973, no qual Clarice nos traz um monólogo de uma personagem abstrata refletindo sobre o tempo, o estado da alma, a arte da criação e da vida e morte. Através das reflexões do narrador-personagem, o livro nos leva a refletir sobre as questões colocadas, juntamente com o narrador.

Hilda Hilst - A Obscena Senhora D

Figura 3 - Capa do livro.

Fonte: Beatriz Satie, 2018.

Também considerada uma das grandes escritoras da língua portuguesa, Hilda Hilst teve uma longa trajetória com a literatura, escrevendo por aproximadamente 50 anos de sua vida. Muitas de suas publicações receberam importantes premiações brasileiras. Apesar de não ser uma dessas obras premiadas da escritora, o livro A Obscena Senhora D é uma história que nos traz como tema a narração de uma senhora sobre sua vida, trazendo suas memórias à tona e muitas delas envolvem a sexualidade. Um tema que hoje para nós parece comum, para época era algo incomum e faz de Hilda uma escritora um pouco a frente de seu tempo.

Pagu - Parque Industrial

Figura 4 - Capa do livro.

Fonte: Beatriz Satie, 2018.

Conhecida com o pseudônimo “Pagu”, a escritora Patrícia Galvão é um dos grandes nomes femininos do Brasil. Considerada uma mulher com comportamento a frente de seu tempo, Pagu começou a escrever com 15 anos para o jornal Brás Jornal e na primeira metade do século XX era considerada a musa dos modernistas. Dentre seus romances publicados, publicou o primeiro romance proletário brasileiro, o livro Parque Industrial. A história retratada no livro busca a crítica aos padrões da sociedade através da exposição do cotidiano dos trabalhadores da classe baixa, apresentando-os individualmente através do narrador (a) e de monólogos ou diálogos entre os próprios personagens. De certa forma, é um livro que expõe o funcionamento da sociedade brasileira quando se trata das diferenças dos níveis sociais.

 Rachel de Queiroz - Dôra Doralina

Figura 5 - Capa do livro.

Fonte: Beatriz Satie, 2018.

Escritora agraciada com numerosos prêmios literários, Rachel de Queiroz foi a primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras em 1977. Ficou nacionalmente conhecida depois da publicação do romance O Quinze em 1917 quando tinha 19 anos. Seus livros buscam retratar a vida nordestina, região a qual passou parte de sua vida. A história de Dôra, Doralina também se passa no interior nordestino, retratando a vida de uma mulher frágil a princípio, mas que se torna forte e independente através de suas decisões. É um livro que nos mostra a evolução e superação da personagem diante de todas as situações em que se coloca.

 

Contato

Para mais informações, entre em contato com Departamento de Referência (DeRef) pelo e-mail  blogmaisleitura.bco@ufscar.br ou pelo telefone (16) 3351-8135.

 

BCo nas Redes Sociais

Para receber periodicamente as informações sobre o que acontece na BCo, inscreva-se em nossos grupos do Facebook, de acordo com sua área de atuação e interesses:

 

Referências

CLARICE LISPECTOR. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Clarice_Lispector&oldid=50504184>. Acesso em: 17 nov. 2017.

CORA CORALINA. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Cora_Coralina&oldid=50466529>. Acesso em: 13 nov. 2017.

Dôra, Doralina: um percurso de dores. Diário do Nordeste, Caderno 3. 14 de nov. de 2010. Disponível em: <http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/caderno-3/dora-doralina-um-percurso-de-dores-1.663917>. Acesso em: 05 de jan. 2018.

HILDA HILST. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Hilda_Hilst&oldid=50712240>. Acesso em: 9 dez. 2017.

PAGU. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Pagu&oldid=50701898>. Acesso em: 8 dez. 2017.

RACHEL DE QUEIROZ. In: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. Flórida: Wikimedia Foundation, 2017. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Rachel_de_Queiroz&oldid=50435666>. Acesso em: 10 nov. 2017.

RAMOS, Francine. A Obscena Senhora D.  Livro & Café. 27 de mar. 2012. Disponível em: <http://livroecafe.com/2012/03/27/a-obscena-senhora-d-hilda-hilst/>. Acesso em: 05 de jan. 2018.

Resenha: Parque Industrial - Patrícia Galvão . Ao invés do inverso. 16 de jun. 2015. Disponível em: <https://aoinvesdoinverso.wordpress.com/2015/06/16/resenha-parque-industrial-patricia-galvao/> Acesso em: 05 de jan. 2018.